para retornar ao início do blog clique na foto

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

O começo de tudo

Comecei o Lian Gong porque fiquei desempregada e um amigo me deu de presente um mapa astral. Ali a gente viu que o que eu queria era fazer algo com o corpo, talvez Tai Chi, Qui Gong, alguma coisa por aí. Liguei pra Lívia, - grande amiga Lívia - e ela me deu o fone de outra amiga que fazia Tai Chi. Bem, na verdade lá se fazia Lian Gong. Despenquei pra lá no dia seguinte, e imagina, era na mesma rua do astrólogo meu amigo.

Não deu outra: comecei, gostei, gostaram de mim, e eu me tornei instrutora de Lian Gong.
Tudo foi possível porque a prática era realizada no Espaço Oásis, um lugar criado por Ricardo Silva, um dos introdutores do Lian Gong no Brasi.l No Espaço Oásis não se pagava nada, se dava uma contribuição voluntária. Muitas coisas rolavam lá: Meditações Zen com a Monja Coen, Missas com o Padre da Igreja São Gabriel, cursos diversos, Meditações Sufis, comemorações das estações do ano, um sem número de coisas.

Comecei a tocar um horário de aula, voluntariamente como tudo lá, e quando vi estava fazendo Work Shops e participando de projetos com o povo de lá. Foi nesse espaço que conheci a Eliana, que já era instrutora e me deu o maior apoio para que eu deslanchasse na prática. Foi então que a Unesco bancou um projeto para a Prefeitura de São Paulo na área da Saúde, e o Ricardo me chamou para fazer a prática com as Agentes de Saúde. Foi muito boa aquela experiência, e logo depois eu já estava praticando lá no Pão de Açúcar.

Essa é a história, mas o importante que ficou na minha consciência, é que com 48 anos de idade, eu comecei um novo barato na minha vida. Alegre, prazeroso e ainda por cima, remunerado. Vale a pena fazer o Lian Gong, muda o ritmo, a pulsação, muda nossa relação com as forças da natureza e com os outros seres humanos, as maiores forças na nossa vida.

Um dia eu disse pro Ricardo que o Lian Gong tinha sido pra mim, como o rock foi pro Cat Stevens, um barco, que me levou pra outra margem desse grande rio que é a vida.

0 compartilhando pensamentos: